quinta-feira, 1 de maio de 2008

Soy hombre: duro poco Sou homem: duro pouco
y es enorme la noche. e é enorme a noite.
Pero miro hacia arriba: Porém olho para cima:
e las estrellas escriben. e as estrelas escrevem.
Sin entender comprendo: Sem entender compreendo:
también soy escritura também sou escritura
y en este mismo instante e neste mesmo instante
alguien me deletrea. alguém me soletra.

Octavio Paz

7 comentários:

Vanessa disse...

:)

(suspiro gigante)

*

Rute disse...

...Se soubesses como te invejo...

1º Estavas onde o meu coração já esteve - Porto
2º Foste para onde o meu coração ficou - Barcelona
3º Dizes as coisas como o meu coração gostaria de dizer.

...Mas o meu coração é mudo e está cheio de palavras engasgadas, qualquer dia explode...

L. disse...

de grande claridade

Queen Frog disse...

vanessa,

:) partilho esse suspiro.


rute,

creio q neste caso a inveja é uma coisa boa ;)
e o coração...q exploda,rute,q exploda! aposto q vai ser uma festa :)
Beijinho


l.

:)

Nogs disse...

Minha querida,

A mensagem que chega ao destinatário, na maioria das vezes não chega intecta, nem que seja pela simples razão do destinatário, também ele ter a sua interpretação final.

Mas mesmo apesar dessa(s) lacuna(s) na(s) mensagem(ns), há palavras que chegam ao seu destinho com uma beleza inquestionável...

Aqui, tu foste a sua escritura, e eu soletro-te as estrelas que escreveste no meu olhar.

Beijinho doce

Nogs disse...

Errata:

Onde se lê:
"(...)intecta (...)"

Será "intacta".

Beijinho ensonado e BOM DIA;)

Queen Frog disse...

nogs,

q palavrasdoces, minha querida.

Beijinhos :)