sexta-feira, 23 de maio de 2008

(Foto de Z, para ver aqui)



la muerte se muere de risa pero la vida
se muere de llanto pero la muerte pero la vida
pero nada nada nada




Alejandra Pizarnik, La última inocencia

13 comentários:

Z disse...

Obrigado. :$

Vanessa disse...

não consigo dizer nada a isto, basicamente... *

Happy and Bleeding disse...

é por coisas como esta que eu gosto tanto da alejandra*

Queen Frog disse...

z,

obrigada eu! fotos magníficas **


vanessa,

"basicamente" nem eu!


happy,

:) somos dois!

Anónimo disse...

e pq é q tudo tem de morrer? (J)

Nogs disse...

Ciclos.
tudo o que nasce, morre. tudo o que fica, nada.

Beijooooo (princesa doce)!

Queen Frog disse...

J,

penso que n é uma questão de ter de...mas a verdade é q n sei dizer mto sobre tudo isto!

Beijinhos


nogs,

"nada nada nada"

petó ;)

Ana disse...

[suspiro]

:)*

Sombr|A|rredia disse...

Como sempre esta poeta consegue ser brutal nas ideias que expressa!

( vou continuar a visitar-te :)
bjs

Queen Frog disse...

ana,

uns quantos, ou um imenso suspiro!


sombr|a|rredia,

brutal...sim!


(:)*)

Happy and Bleeding disse...

dica da semana:

A Naifa, ao vivo nos Jardinets de Gracia dia oito do presente ;)

*

Queen Frog disse...

happy,

mais acima o comentario, n? ;)

sim, tou a planear ir e levar alguns espanhóis para lhes dar a conhecer o q musicalmente temos de melhor.

*

Happy and Bleeding disse...

ahahahaha!
Ok já percebi :P

(é que eu ia jurar que tinha deixado um comentário no teu blog ontem e cheguei aqui e não vi nada)